PLENÁRIO

Aprovada a Lei Orçamentária do Município para 2019

Movimentações de plenário. Na foto, líderes reunidos à mesa.
Movimentação de plenário(Foto: Giulia Secco/CMPA)

Foram 18 votos favoráveis e seis contrários ao projeto. Com receita prevista de de R$ 7,616 bilhões e despesa de R$ 8,780 bilhões, a Prefeitura de Porto Alegre projeta um déficit de R$ 1,164 bilhão para o ano que vem. Os investimentos, divididos em 12 ações, devem contemplar as áreas de habitação, saúde, assistência social, educação, cultura, pavimentação, saneamento básico, esporte e lazer e desenvolvimento econômico. Das 15 emendas apreciadas - duas já haviam sido rejeitadas na Comissão de Economia e Finanças -, o plenário aprovou apenas a de autoria da vereadora Mônica Leal (PP) que trata da expansão dos sistemas de iluminação nas proximidades de delegacias e unidades de segurança na cidade. Confira as manifestações dos vereadores na tribuna.  

 

 

  • Ver. Mônica Leal (PP) - Emenda 17

  • Ver. Sofia Cavedon (PT) - Emenda 11

  • Ver. Prof. Alex Fraga (PSOL) - Emenda 11

  • Ver. Prof. Alex Fraga (PSOL) - Emenda 10

  • Ver. Prof. Alex Fraga (PSOL) - Emenda 9

  • Ver. Sofia Cavedon (PT) - Emenda 8

  • Ver. Aldacir Oliboni (PT) - Emenda 8

  • Ver. Reginaldo Pujol (DEM) - Emenda 1

  • Ver. Sofia Cavedon (PT) - Emenda 1

  • Ver. Aldacir Oliboni (PT) - Emenda 1

  • Ver. Mendes Ribeiro (MDB)

  • Ver. João Carlos Nedel (PP)

  • Ver. Sofia Cavedon (PT)

  • Ver. Idenir Cecchim (MDB)

  • Ver. Felipe Camozzato (NOVO)

  • Ver. Adeli Sell (PT)