Sessão solene

Ayrton do Anjos recebe título de Cidadão de Porto Alegre

Sessão Solene de outorga do título de Cidadão Emérito de Porto Alegre ao produtor fonográfico Ayrton dos Anjos. Na foto, a presidente Mônica Leal, o homenageado e o vereador João Bosco Vaz
Ayrton dos Anjos (c) recebe diploma entregue por João Bosco Vaz e Mônica Leal(Foto: Ederson Nunes/CMPA)

A Câmara Municipal realizou na noite desta quinta-feira (28/11), no Plenário Otávio Rocha, sessão solene de entrega do Título de Cidadão de Porto Alegre ao produtor fonográfico Ayrton do Anjos. A iniciativa foi do vereador João Bosco Vaz (PDT) e teve por objetivo reconhecer e valorizar o trabalho realizado pelo produtor, que foi responsável por desenvolver diversos setores musicais no Rio Grande do Sul.

A solenidade foi aberta pela presidente da Câmara Municipal, vereadora Mônica Leal (PP), que parabenizou o homenageado pelo seu talento e empreendedorismo. Na oportunidade, o vereador João Bosco também saudou a todos os presentes e ao homenageado, mais conhecido como “Patinete”, Ayrton dos Anjos. Destacado pelo vereador como um amigo e parceiro e descobridor de grandes talentos, Bosco disse que Ayrton foi o responsável também por revelar a saudosa cantora Elis Regina. “Esta Casa se sente honrada em poder fazer esta homenagem a mentores como este. Costumamos reconhecer em vida o talento pessoal e profissional, a aptidão das pessoas através das suas atividades. Ayrton dos Anjos contribuiu para o desenvolvimento do nosso município.”

Bosco disse ainda que o produtor é um exemplo de humildade e tem feeling para descobrir talentos. “Conheço Ayrton há mais de 30 anos e ele é o palco e o próprio espetáculo”, disse Bosco, referindo-se a uma frase da biografia que conta a história de vida e obra de Ayrton. Segundo o vereador, no nosso Estado existem grandes talentos que acabam fazendo sucesso em outros locais e não tem o devido reconhecimento na nossa capital, em razão da falta de respaldo na área cultural.

Homenageado

Ayrton do Anjos agradeceu a homenagem e lembrou seu início como produtor, ressaltando um fato ocorrido com o cantor Bruno Meier, do grupo Três Xirús, que através dele tem mais de 3mil músicas gravadas. Lembrou que sempre dizia para aqueles que lhe procuravam que "eu gravo", sempre dando oportunidade a todos. E assim ocorreu também com os músicos César Passarinho, Davi Menezes e, ao longo dos anos, foi fazendo um grande elenco musical. “Não vou esquecer esse grande momento da minha vida, e essa homenagem vem para brindar a minha trajetória, agradeço muito.”

Também estiveram presentes à homenagem o vereador Reginaldo Pujol (DEM), amigos e familiares do homenageado.

Trajetória

Ayrton dos Anjos, o “Patinete”, criou o projeto do Programa Galpão Crioulo e lançou artistas dos mais variados estilos musicais, tais como Nico e Neto Fagundes, Os Serranos, Luis Carlos Borges, Elton Saldanha, Luiz Marenco, João de Almeida Neto, Berenice Azambuja, Rui Biriva, Os Monarcas, Renato Borghetti (estes de música regional), além de bandas como Se Ativa, Vera Loca, Chimarruts e Fresno.

Defensor dos Festivais de Música, tradicionais no Rio Grande do Sul, Ayrton dos Anjos foi o primeiro a incentivar o movimento, participando das Califórnias da Canção Nativa, até as suas recentes edições, sendo o produtor do maior número de discos. Ayrton é produtor e diretor do projeto "O Grande Encontro – A Música dos Gaúchos / Os Sucessos dos Festivais", que já está em sua sexta edição.

Recebeu, em 1987, o Troféu Villa-Lobos, concedido ao melhor produtor regional do Brasil da Associação Brasileira de Produtores Fonográficos. Ayrton também recebeu do Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore o troféu Destaque da Década e, de um grupo de artistas gaúchos, recebeu o Troféu Gaúcho 2000. Em 2004 recebeu o troféu Calhandra de Ouro da Califórnia da Canção Nativa, por seu empenho determinante no festival, quatro troféus Açoriano de Música, Troféu Acorde Brasileiro-Sesc RS, Troféu Guri-RBS, Troféu Festa Nacional da Música 2007 (homenageado), Açorianos de Música como melhor Espetáculo do Ano para o Grande Encontro em 2013, entre muitos outros troféus e homenagens de vários setores musicais do RS.

Texto

Priscila Bittencourte (reg. prof. 14806)

Edição

Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)

Tópicos:produtor musicalAyrton dos Anjos