- Atualizada em 18/04/2018 15:57

Câmara deve simular sessão do Parlamento Israelense

Presidente Valter Nagelstein recebe o presidente da Federação Israelita RS Zalmir Chwartzmann. Na foto, o presidente Valter Nagelstein, Zalmir Chwartzmann, Simone Wainer e Juliana Katz.
Nagelstein (ao fundo) recebeu representantes da Firs, da Agência Judaica e da Escola do Legislativo (Foto: Leonardo Contursi/CMPA)

A Federação Israelita do Rio Grande do Sul (Firs) e a Agência Judaica solicitaram, na tarde desta quarta-feira (18/4), apoio do presidente da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereador Valter Nagelstein (PMDB), para simular uma atividade do Parlamento Israelense no Legislativo Municipal. A ação tem como público-alvo estudantes de Relações Internacionais e de Comércio Exterior para que conheçam a complexidade de questões sociais, religiosas, diplomáticas e culturais do Estado de Israel e do Oriente Médio e vivenciem o ambiente de tomada de decisões a partir de valores democráticos. Nagelstein destacou que levará o assunto para ser debatido com os integrantes da Mesa Diretora e sugeriu que a ação seja realizada via Escola do Legislativo.  

Modelo Knesset

A Knesset é o Parlamento do Estado de Israel, a instituição central da democracia israelense. Seus 120 membros, eleitos diretamente pelo povo, representam os diversos grupos políticos, culturais e religiosos do país – incluindo, por exemplo, comunistas e capitalistas, pacifistas e generais, judeus ultra-ortodoxos e laicos, imigrantes russos e etíopes, árabes, drusos e beduínos, todos reunidos para a construção de um debate plural.

Participaram da reunião o presidente da Firs, Zalmir Chwartzmann; a representante da Agência Judaica no Rio Grande do Sul, Simone Wainer; Juliana Katz, membro da Agência Judaica, e Lúcio Almeida, diretor da Escola do Legislativo.  

Texto: Cibele Carneiro (reg. prof. 11.977)
Edição: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)