- Atualizada em 17/05/2017 15:11

Cefor aprova os indicados à direção do Previmpa

Análise de currículos de candidatos a diretores geral e administrativo-financeiro ocorreu em Arguição Pública

  • Distribuição de processos e votação de pareceres e arguição pública. Na foto, os representantes do Departamento Municipal de Previdência de Porto Alegre, Renan da Silva (E) e Rodrigo Machado (D).
    Renan Aguiar (e) é indicado para Diretor-Geral e Rodrigo Costa (d) para Diretor Administrativo-Financeiro(Foto: )
  • Distribuição de processos e votação de pareceres e arguição pública.
    Vereadores ouviram propostas dos candidatos nesta terça-feira(Foto: )

A Comissão de Economia, Finanças, Orçamento e do Mercosul (Cefor) realizou na manhã desta terça-feira (16/5) Reunião de Arguição Pública para a avaliação dos novos indicados aos postos de diretores geral e administrativo-financeiro do Departamento Municipal de Previdência de Porto Alegre (Previmpa). Com a presença dos candidatos aos cargos, os vereadores da Câmara Municipal de Porto Alegre analisaram os currículos e questionaram as propostas para a gestão. 

Renan da Silva Aguiar, nominado para diretor-geral, foi assessor técnico de planejamento e orçamento do Previmpa de dezembro de 2011 a março de 2017. Ele respondeu às perguntas dos vereadores em relação ao Projeto de Lei Complementar 004/17, que prevê o aumento de 11% para 14% da alíquota de contribuição previdenciária do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), e ao Projeto de Lei Complementar 002/17, que sugere a redução da taxa destinada à manutenção do regime previdenciário, de 2% para 1,5% do valor total da remuneração dos servidores vinculados ao RPPS. 

Defendendo a aprovação dos PLs, Aguiar explicou que a intenção do Previmpa é diminuir ao máximo o déficit, pago pela Prefeitura, com o custo das aposentadorias e pensões dos servidores municipais, que gerou no ano passado um aporte de R$ 636 mi do Executivo. “Nosso trabalho tem uma visão a longo prazo. Nos últimos 10 anos o Previmpa vem batendo a meta atuarial, apesar das oscilações do mercado". Formado em Administração de Empresa com ênfase em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), ele é especialista em Gestão Pública pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e em Teoria e Operação da Economia Moderna pela George Washington University – EUA.

“Foi uma conquista para os servidores a construção deste Departamento”, afirmou Rodrigo Machado Costa, indicado ao cargo de diretor administrativo-financeiro, função que desempenhou entre setembro de 2013 e dezembro de 2015, quando foi realocado como diretor adjunto. “Nós desenvolvemos muitas coisas importantes, como a construção do código de ética do Departamento”, explicou. Costa já trabalhou em diversos setores da Prefeitura Municipal como assistente administrativo e desde janeiro está trabalhando em caráter provisório na vaga a qual concorre. Ele é formado em Ciências Contábeis pela Ufrgs, possui o Certificado CPA 20 dada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capital (Anbima) e especialização em Teoria e Operação da Economia Moderna pela George Washington University – EUA. 

Todos os vereadores da Comissão elogiaram os currículos apresentados pelos candidatos a assumir a gestão do Previmpa. Airto Ferronato (PSB) declarou que os dois são “pessoas muito indicadas para a função que vão exercer” e Felipe Camozatto (Novo) salientou que “os servidores estarão muito bem representados". O presidente da Cefor, Idenir Cecchim (PMDB), afirmou que os dois foram aprovados com unanimidade pela Comissão pela qualidade do currículo e pela consciência dos desafios que irão enfrentar no Departamento. “Estou bem satisfeito”, salientou. Os vereadores Mauro Zacher (PDT) e João Carlos Nedel (PP) também se manifestavam favoráveis às escolhas.

Texto: Cleunice Maria Schlee (estagiária de Jornalismo)
Edição: Helio Panzenhagen (reg. prof. 7154)