- Atualizada em 07/11/2017 13:08

Eleições e ciclovias nos debates de Lideranças

Vereador Nedel (e) e o diretor Legislativo Luiz Peres (d) na reunião Foto: Tonico Alvares
Vereador Nedel (e) e o diretor Legislativo Luiz Peres (d) na reunião Foto: Tonico Alvares(Foto: )

Durante reunião da Comissão Representativa nesta quarta-feira (7/7), os vereadores da Capital se manifestaram sobre os seguintes assuntos:

CICLOVIA – Engenheiro Comassetto (PT) disse que faltam projetos estruturadores na Capital, como as ciclovias. "Foi aprovado o Plano Cicloviário para 405 km de ciclovias, mas passados dois anos nada aconteceu”. Comassetto também cobrou explicação da SMOV para saber de projeto para duplicação da avenida Vicente Monteggia, que segundo ele, não consta no Ministério das Cidades para esta e outras vias na Capital. “Tem recursos em Brasília, mas sem projetos não saem as obras”, criticou. (LO)
 
PLANO – João Dib (PP) disse que no Plano Diretor de 1999 faltou o essencial: um plano viário. Ressaltou que o plano cicloviário deveria estar contido no viário, e isto também não foi contemplado. “Existem projetos, e a Vicente Monteggia está há oito meses esperando recursos para ser executada”. Para Dib Porto Alegre perdeu projetos “durante os 16 anos da administração petista na Capital. “Neste tempo a Secretaria do Planejamento desapareceu, em função do Orçamento Participativo. Não sou contra a participação popular, mas faltaram projetos”, avaliou. (LO)
 
ABANDONO – Fernanda Melchionna (PSOL) disse que Porto Alegre está abandonada na questão da limpeza urbana e da saúde. Na saúde ressaltou que além da falta de investimentos e a não ampliação de projetos como o Programa de Saúde da Família, existem números que questionáveis, como o de uma ginecologista para atender 25 mil mulheres na Capital. “Não há valorização do serviço público. Houve um desmonte nesta área em Porto Alegre e a ampliação da terceirização.  O serviço terceirizado é a abertura para a corrupção”, criticou. (LO)

COBRANÇAS – Para Adeli Sell (PT) o que move as pessoas são soluções e não badalações. De acordo com ele, hoje é impossível andar de bicicleta na cidade, existem muitos carros, estacionamento dos dois lados da ruas e uma falta de projeto para ciclovias. “Queremos um ciclovia verdadeira e não uma figuração”, argumentou. Adeli entende que este é um momento de esclarecimentos e ver a verdade sobre o projeto das ciclovias e não a enganação que está sendo mostrado. (RT)

RESOLUÇÃO - Reginaldo Pujol (DEM) afirmou solidariedade à vereadora Fernanda Melchionna (PSOL), que criticou a impossibilidade, por Resolução de Mesa que define as normas da Casa durante o período eleitoral, de se manifestar a respeito das campanhas de candidatos que foram governo. (CK)

RESOLUÇÃO II -Toni Proença (PPS) concordou com Fernanda Melchionna (PSOL) e Reginaldo Pujol (DEM) quanto às normas da Casa durante o período eleitoral. “Aqueles que são candidatos devem redobrar seus cuidados”, afirmou. “Mas não vamos abrir mão das nossas convicções e da nossa obrigação de fiscalizar o trabalho do governo, e vamos fiscalizar também quem nos fiscaliza”, referindo-se às normas estabelecidas pela Mesa. (CK)

RESOLUÇÃO III -
Nilo Santos (PTB) afirmou que a veradora Fernanda Melchionna (PSOL) deveria tomar cuidado com o que fala porque “fica gravado”: “A senhora fala como se o seu partido fosse perfeito, eu já vi esse filme, não existe nenhum partido que vá resolver todos os problemas da cidade do estado e do país. Não vai ser o seu candidato a governador que vai resolver os problemas do estado”. (CK)

RESOLUÇÃO IV - “Não podemos ser cerceados no nosso direito de nos manifestar”, disse o vereador Dr. Raul (PMDB), referindo-se aos limites estabelecidos para as falas dos vereadores, por Resolução da Mesa, durante o período eleitoral . “Como casa legislativa, representamos a totalidade de Porto Alegre”, lembrou. “Acredito que esta questão está mal resolvida”, disse o vereador, sugerindo que a Mesa solicite orientação do TRE sobre o que a Câmara pode ou não fazer durante o período eleitoral. (CK)

Regina Tubino Pereira (reg. prof, 5607)
Leonardo Oliveira (reg. prof. 12552)
Carla Kunze (reg. prof. 13515)