Educação

Escola do Legislativo organiza olimpíada de ciência política

As atividades do evento começam nesta quinta-feira à tarde no Colégio de Aplicação, da Ufrgs

Colégio de Aplicação.
A instituição de ensino fica no Campus do Vale da universidade(Foto: Thiago Cruz)

O Colégio de Aplicação, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), começa, nesta quinta-feira (9/8), às 14 horas, a 1ª Olimpíada de Ciência Política. O projeto da Escola do Legislativo Julieta Battistioli (ELJB), da Câmara Municipal de Porto Alegre, é desenvolvido por meio da participação de alunos e coordenado em parcerias com professores de ciências humanas das escolas participantes.

A Olimpíada oferece um conjunto de atividades de educação para a cidadania, visando à conscientização da importância da política, entre elas exposições, palestras, visitas guiadas, projeções de filmes e competições de redação e fotografia. Na abertura do evento, o coordenador de cursos da ELJB, Jorge Barcellos, realizará a palestra Eleições e o Papel dos Jovens na Defesa da Democracia.

Extensão

A Olímpiada de Ciência Política foi lançada neste ano, com carga horária de 70 horas, e constitui-se em uma atividade de extensão para as escolas. Nesta primeira edição, o projeto disponibilizará textos para aprofundamento de temas de organização política brasileira, importância do processo político e eleições. Solicitada pela professora Kelly Correa, do Aplicação, a iniciativa vem ao encontro da necessidade de preparar os alunos do Ensino Médio para as eleições. “A política é um eixo temático central nas Ciências Humanas. Para além de seu sentido formal, o debate em torno do bem comum, do poder e das formas de organização em sociedade, é imprescindível para compreensão e a atuação qualificadas da juventude em seus diferentes espaços sociais na contemporaneidade”, destacou a professora.

O projeto é organizado sem modelo definitivo, preparado de acordo com cada escola, algo original nos modelos de olimpíadas. “Não há olimpíadas no campo da ciência política. Estamos elaborando ainda sua metodologia, que se pretende ser qualitativa, daí a atenção às necessidades de cada escola em primeiro lugar, e não um modelo massificado de ensino como é normalmente visto nos modelos de olimpíadas”, disse Jorge Barcellos. A experiência com o Colégio Aplicação, nesse sentido, proporcionará bases importantes para a forma definitiva da iniciativa, segundo ele.   

Ações envolvidas na 1ª Olimpíada de Ciência Política:

Aulas magnas – Participação dos alunos em seminários da Câmara Municipal de Porto Alegre em temas de ciência política.

Aulas temáticas – Sobre temas típicos da Ciência Política no Colégio de Aplicação/Ufrgs. 1ª aula: Eleições, Juventude e Preservação da Democracia.

Exposições itinerantes - Exposições que revisitam conceitos de Ciência Política em banners que descrevem aspectos históricos e filosóficos da área. Primeira exposição: O Que é Política.

Saída de campo: Rota Política – Aula-passeio em lugares associados à vida política da Capital: Prefeitura Velha, Assembleia Legislativa, Palácio Piratini e Câmara Municipal.

Ciclo de cinema político - Projeção de documentários e filmes sobre temas políticos atuais.

Após as atividades, os alunos realizarão duas atividades que são avaliadas para classificação na Olimpíada: Concurso de Fotografia, a partir da saída de campo Rota Política, e Concurso de Redação A Democracia em Tempos Difíceis.

As escolas interessadas em realizar o projeto - que é gratuito - devem entrar em contato com a Escola do Legislativo Julieta Battistioli: (51) 3220-4374 ou e-mail escola@camarapoa.rs.gov.br

Texto: Matheus Closs (estagiário de Jornalismo)
Edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)