Goulart defende o direito social ao esporte, lazer e recreação

Goulart acompanha manifestações na Frente Parlamentar em Defesa do Esporte, Lazer e Recreação.<span class="creditos">(Foto: )</span>
Goulart acompanha manifestações na Frente Parlamentar em Defesa do Esporte, Lazer e Recreação.(Foto: )

A Frente Parlamentar em Defesa do Direito Social ao Esporte, ao Lazer e à Recreação foi instalada na Câmara Municipal de Porto Alegre, com a anuência de 25 vereadores, que assinaram o pedido de estabelecimento dessa Frente.
Entre os parlamentares que apoiam essa iniciativa está o vereador Dr. Goulart (PTB) que, um dia antes da instalação da Frente Parlamentar, ocupou a tribuna do Legislativo, para defender a continuidade de ações em promoção da prática de esportes e de interações sociais no Ginásio de Esportes Tesourinha.

Conforme o  vereador, "defender o esporte, o lazer e a recreação é defender a saúde", ao explicar que estudos técnicos e sua experiência profissional, como médico, indicam que  os exercícios físicos são componentes de vários tratamentos de doenças cardíacas e circulatórias, entre tantas enfermidades; além disso, promove a auto-estima e a interatividade social, "fundamentais à qualidade de vida dos indivíduos". 
O parlamentar observa que seu objetivo, como apoiador dessa Frente Parlamentar é lutar para que políticas públicas efetivem o Artigo 6º da Constituição Federal, de 1988, que diz     "são direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados", ressaltando que a prática de esportes, lazer e recreação também é salutar às questões que envolvem a violência e a segurança; "pois, na medida em que crianças e jovens são estimulados aos esportes individuais ou coletivos, passam por lições diversas, se distanciam das drogas e do ócio". 

Goulart destaca que o tema envolve benefícios à todas as gerações e diferentes áreas sociais e econômicas, ao citar o crescente número de idosos adeptos às academias ´de ginástica de instituições públicas ou privadas, a formação de grupos de caminhadas ou corridas,  e o fomento ao turismo esportivo de todas as idades. No meio empresarial, alerta o vereador, há organizações que utilizam o esporte para estimular a integração e produção dos seus colaboradores; assim como,  lições sobre a qualidade de vida.