Projetos

Jogo do Câmbio sugerido como Esporte Símbolo do Idoso

Movimentação de plenário. Na foto, vereador Alvoni Medina.
Alvoni Medina sugere adoção do jogo como símbolo da terceira idade(Foto: Tonico Alvares/CMPA)

Tramita, na Câmara Municipal de Porto Alegre, projeto de lei do vereador Alvoni Medina (PRB), que reconhece o Jogo do Câmbio como esporte símbolo da pessoa idosa no Município de Porto Alegre. Como explica o vereador, o Jogo de Câmbio nasceu de uma experiência feita por um grupo de profissionais do Estado do Rio Grande do Sul, vinculado a Universidades (UFRGS, UFSM, UPF, Unisinos, Ulbra, Unilasalle e Feevale), às prefeituras municipais de Porto Alegre e Passo Fundo e ao Serviço Social do Comércio (Sesc). De acordo com pesquisa desenvolvida por Eduardo Hauser, pesquisador da Escola de Educação Física da UFRGS, por meio da prática desse esporte foram criadas adaptações para os idosos e desenvolveram-se as suas regras.

O Jogo de Câmbio é um jogo adaptado do voleibol, mas que conta com um número maior de jogadores, sendo tais jogadores divididos em duas categorias: máster (para pessoas entre 50 e 60 anos) e sênior (para aquelas com mais de 60 anos). Essa é uma modalidade presente nos Jogos Municipais da Terceira Idade, que são realizados na cidade de Porto Alegre desde o ano de 2002, e caracteriza-se pela presença de esportes adaptados para a pessoa idosa, mantendo a proposta de ludicidade, participação e integração, tendo como princípios norteadores a democracia, a solidariedade e a inclusão.

O Jogo de Câmbio possui um sistema de rotação das posições em quadra diferenciado do voleibol e, para praticar esta modalidade esportiva, é necessário uma bola, rede e quadra de vôlei. As equipes são compostas por nove jogadores em cada time, sendo que, em jogos oficiais, se os times forem mistos, devem ser compostos por três homens e seis mulheres. Uma partida tem a duração de quinze minutos ou até que uma das equipes complete quinze pontos, o que ocorrer primeiro. Caso a partida esteja empatada ao final, é acrescido um tempo de um minuto, e, caso persista o empate, a equipe que marcar o ponto primeiro vencerá a partida.

Texto

Matheus Lourenço (estagiário de Jornalismo)

Edição

Helio Panzenhagen (reg. prof. 7154)