Plenário

Junho Vermelho será incluído no Calendário para incentivar doação de sangue

  • Bancos de sangue necessitam permanentemente de doações
    Projeto conscientiza sobre importância da doação de sangue(Foto: Leonardo Contursi)
  • Período de Comunicações em homenagem ao Dia do Soldado. Na foto, o vereador Marcio Bins Ely.
    Márcio Bins Ely (PDT) é o autor do projeto(Foto: Giulia Secco/CMPA)

Está em tramitação na Câmara Municipal de Porto Alegre projeto de lei de autoria do vereador Márcio Bins Ely (PDT) que inclui a efeméride Mês de Incentivo à Doação de Sangue – Junho Vermelho no Calendário de Datas Comemorativas e de Conscientização do Município de Porto Alegre. Em 14 de junho é celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue.

A data foi criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no ano de 2004 para sensibilizar as pessoas e lembrá-las da importância desse gesto que pode salvar vidas. A data foi escolhida por conta do nascimento do médico austríaco Karl Landsteiner, ganhador do Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1930, premiado pela descoberta do sistema AOB de tipagem sanguínea e pela criação do fator RH. 

Para celebrar a data, os bancos de sangue de todo país organizaram eventos para agradecer e também para incentivar novos doadores. "A conscientização da população porto‑alegrense é de suma importância para que esse gesto tão simples e rápido possa salvar milhões de vidas", observa o vereador. Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil são feitas cerca de 3,4 milhões de doações de sangue por ano. Dados de 2016, indicam que 1,6% da população brasileira doa sangue. Embora o percentual fique dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), de pelo menos 1% da população, o Ministério da Saúde tem se esforçado para aumentar essa taxa. 

Segundo o projeto, atualmente o Brasil possui 32 hemocentros coordenadores e 2.033 serviços de hemoterapia, incluindo hemocentros regionais, núcleos de hemoterapia, unidades de coleta e transfusão, central de triagem laboratorial de doadores e agências transfusionais. A doação de sangue é 100% voluntária e beneficia qualquer pessoa, independente de parentesco com o doador. Com a chegada do inverno, o número de doações diminui significativamente. Por conta da baixa temperatura durante esse período, o aumento das infecções respiratórias e outras enfermidades fazem com que as doações diminuam em média 30%. "Por outro lado, infelizmente, há um aumento no número de acidentes nas estradas devido às férias no período, fazendo com que o número de pessoas que precisam de doação seja muito maior."

Texto: Matheus Lourenço (estagiário de Jornalismo)
Edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)