Cultura

Mostra presta homenagem póstuma a Ruth Schneider

Trabalhos da artista de Passo Fundo falecida em 2003 estão na Galeria Clébio Sória até o dia 20 de julho.

  • Acervo da artísta plástica Ruth Schneider
    15 pinturas podem ser conhecidas no térreo da Câmara da Capital(Foto: Leonardo Contursi/CMPA)
  • Mostra em homenagem póstuma à pintora Ruth Schneider
    Cores e traços fortes destacam-se nas obras de Ruth (Foto: Divulgação)

Para lembrar os 15 anos da morte de Ruth Schneider (1943-2003), a Câmara Municipal de Porto Alegre recebeu, no último dia 3, uma exposição de 15 pinturas da artista visual nascida em Passo Fundo (RS). As obras estão na Galeria Clébio Sória, que fica no térreo do Legislativo da Capital. 

Ruth Schneider foi pintora, gravadora, desenhista e autodidata. Seus trabalhos exibem figuras humanas no estilo expressionista, com traços grossos, cores fortes e pastosas. O mundo boêmio emerge das obras da artista, em especial das que retratam cenas do Cassino da Maroca, um cabaré de Passo Fundo famoso nas décadas de 1940 e 1950, elaboradas com base na memória de histórias ouvidas na infância.

A trajetória de Ruth inclui exposições nacionais e internacionais, em países como Estados Unidos, Inglaterra, Japão e Alemanha. Em 1991, a artista participou da XIX Bienal Internacional de São Paulo. Em 1996, foi fundado, em sua cidade natal, o Museu de Artes Visuais Ruth Schneider (Mavrs), ligado à Universidade de Passo Fundo (UPF)

A exposição pode ser visitada até o dia 20 de julho, das 8h30min às 18 horas, com entrada gratuita. Apoio do gabinete do vereador Mauro Pinheiro (Rede) e da Seção de Memorial da Câmara (Avenida Loureiro da Silva, 255). Informações: (51) 3220-4318.

Texto: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)
Edição: Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)