Presidência

Nagelstein quer votar plano urbanístico do 4º Distrito no primeiro semestre de 2019

Presidente Valter participa da apresentação do Projeto Masterplan na Prefeitura de porto Alegre.
Professor Benamy Turkienicz apresentou o projeto(Foto: Tonico Alvares/CMPA)

O presidente da Câmara Municipal, vereador Valter Nagelstein (MDB), afirmou nesta sexta-feira (21/12) que irá empregar todos os esforços do seu mandato parlamentar, a partir do dia 1º de janeiro, para que o novo plano urbanístico do 4º Distrito, necessário para a implantação do Projeto 4D, que prevê a revitalização da região, seja analisado pelos vereadores ainda no primeiro semestre de 2019. De acordo com Nagelstein, a medida facilitará o debate em torno dessa área, hoje degradada, na revisão do Plano Diretor, que também deve acontecer em 2019.

A declaração do presidente do Legislativo ocorreu durante apresentação do projeto 4D na prefeitura, em reunião sugerida por ele ao prefeito durante recente viagem aos Estados Unidos, que teve como resultado a liberação de R$ 1 milhão pelo Banco Mundial para a realização de um estudo de viabilidade econômica ao projeto inicial custeado pelo Executivo e elaborado pelo Núcleo de Tecnologia Urbanística (NTU) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O projeto 4D envolve uma série de intervenções na região para a implantação de um polo de inovação, nos moldes de cidades 3is (instrumentadas, interconectadas e inteligentes), como Londres, Berlim, Paris, Amsterdã e Barcelona. A ideia é levar para lá um projeto piloto que atraia universidades, hospitais e indústrias criativas.

Com investimentos em infraestrutura de mobilidade, o projeto prevê reaproximar os dois lados da avenida Farrapos, cortados pelo corredor de ônibus, e a desburocratização do regramento urbanístico, ampliando-o para quadras e não mais lote a lote. Conforme Nagelstein, isso levará ao incremento da construção civil, pois o plano urbanístico preservará o patrimônio histórico e ambiental, mas permitirá maior liberdade arquitetônica a partir do uso da compra de índices construtivos em solo criado, aumentando o índice de moradores e do comércio local, necessários à manutenção e sustentabilidade do processo de revitalização.

A apresentação do projeto foi feita pelo coordenador NTU, professor Benamy Turkienicz, no Salão Nobre do Paço Municipal. Além do prefeito Nelson Marchezan e do presidente do Legislativo, participaram secretários, representante do Ministério Público, de universidades e empresários.

Texto: Milton Gerson (reg. prof. 6539)
Edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)