- Atualizada em 19/09/2016 10:32

Plenário aprova campanha e Semana de Prevenção ao Câncer do Colo de Útero

Vereador Dr. Humberto Goulart na tribuna do plenário
Vereador Dr. Goulart (PTB) é o autor das propostas(Foto: Leonardo Contursi/CMPA)

A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou hoje (14/9) dois projetos de lei que tratam sobre a importância da prevenção ao câncer do colo de útero. Ambas as propostas são de autoria do vereador Dr. Goulart (PTB). O Projeto de Lei do Legislativo nº 168/16 inclui a Semana Municipal de Conscientização e de Prevenção ao Câncer do Colo do Útero no Calendário de Datas Comemorativas e de Conscientização do Município de Porto Alegre, na semana que incluir o dia 13 de maio. O Projeto de Lei do Legislativo nº 139/16 institui a campanha de prevenção à doença.

Semana

Segundo Goulart, “a intenção da proposta é que, nessa semana, sejam promovidas atividades, palestras, seminários e workshops com portadoras do câncer do colo do útero e também sejam realizadas caminhadas com o intuito de divulgar amplamente o principal método de prevenção à doença, o teste Papanicolau”. O câncer do colo do útero é o quarto tipo de câncer de maior incidência nas mulheres de Porto Alegre, e o Projeto de Lei tem a finalidade de divulgar à população feminina da cidade a necessidade de efetuar, regularmente, o exame preventivo denominado Papanicolau. A iniciativa também visa esclarecer à população feminina que a doença, quando em seu estágio inicial, tem 100% de chances de cura e, por isso, seu diagnóstico precoce é essencial. O teste Papanicolau é efetuado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Campanha

A campanha de prevenção ao câncer do colo do útero tem o objetivo de conscientizar a população feminina sobre a necessidade de realização periódica do exame preventivo denominado Papanicolau e consistirá na distribuição de folhetos com as seguintes informações: o que é a doença; a relação entre o papilomavírus humano (HPV) e o câncer do colo do útero; os fatores que aumentam o risco de as mulheres desenvolverem a doença; a necessidade da realização periódica do exame preventivo; e a possibilidade de cura em 100% dos casos em que o câncer de útero é detectado na fase inicial. A campanha incluirá ainda a realização de palestras e seminários de divulgação em entidades assistenciais, associações comunitárias, escolas públicas ou privadas e empresas públicas ou privadas; e realização de pesquisas entre a população feminina, por bairros, para mapear a frequência de realização do exame preventivo e diagnosticar a incidência do câncer do colo do útero no Município de Porto Alegre.

Conforme o projeto, a distribuição dos folhetos poderá ser realizada por qualquer cidadão ou entidade em locais como eventos públicos e feiras em geral, escolas públicas ou privadas, estabelecimentos industriais, comerciais ou de serviços e postos de saúde, hospitais e residências. "A iniciativa privada e as entidades médicas do Município de Porto Alegre poderão confeccionar os folhetos e colocar sua publicidade no material", prevê o projeto.

Texto: Ananda Zambi (estagiária de Jornalismo)
Edição: Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)