Fotografia

Prêmios do Concurso Sioma Breitman são entregues

A exposição do evento reúne 49 fotos de Porto Alegre em preto e branco com visitação até 26 de abril

  • Premiação e cerimônia de abertura da exposição do XV Concurso de Fotografia Sioma Breitman.
    Fotógrafos premiados e selecionados que participaram da solenidade (Foto: Ederson Nunes/CMPA)
  • Premiação e cerimônia de abertura da exposição do XV Concurso de Fotografia Sioma Breitman.
    O presidente (c), com João Dib, Miriam e Elizabete Breitman e Cláudia Inácio (e)(Foto: Ederson Nunes/CMPA)
A Câmara Municipal realizou, na tarde desta segunda-feira (26/3), data do 246º aniversário da capital gaúcha, a solenidade de premiação do XV Concurso Sioma Breitman de Fotografia (de 2017), que teve como tema Porto Alegre, Cidade Sustentável. Conduzida pelo presidente da Casa, vereador Valter Nagelstein (PMDB), a cerimônia no Plenário Ana Terra contou com as presenças do ex-vereador e ex-prefeito João Dib, que propôs a criação do concurso, e de Elizabete e Miriam Breitman, familiares de Sioma Breitman (1903-1980).  

 O 1º lugar na categoria Foto Digital foi conquistado por André Guimarães Antunes, autor de duas imagens da série Z5 Colônia de Pescadores - Ilha da Pintada e Ilha do Pavão. Na categoria Foto Convencional (com uso de película), o 1º lugar ficou com Jorge Leão Machado, com as fotos Mirada e Descanso, feitas na Ilha da Pintada e no Parque da Redenção, respectivamente. Os dois receberam prêmios de R$ 2,5 mil e diplomas.

Antunes agradeceu pela distinção em nome dos premiados e selecionados na categoria Foto Digital. Destacou a importância de a Câmara promover um concurso de fotos da Capital que depois passam a integrar o acervo do Memorial da Casa. “Este ano, achei o tema um pouco difícil, mas, pelo que vi dos trabalhos, talento é o que não falta em Porto Alegre”, disse. “Mas o mais importante é poder fazer parte de um acervo da memória da cidade e, daqui a muito tempo, poder mostrar como ela era.”

Em nome dos premiados e selecionados em Foto Convencional, Jorge Leão agradeceu ao ex-vereador João Dib por ter tido a ideia de criar o concurso, do qual participa desde a primeira edição, e ao esforço do Memorial da Casa, que organiza o evento. “A cidade mudou muito, mas conseguimos eternizar algumas coisas”, afirmou. “Este concurso não é apenas da Câmara, ou de seu Memorial, mas de Porto Alegre, de todos nós, fotógrafos amadores e profissionais, como era Sioma, que saía retratando a cidade.”

Também foram premiados os 2ºs e os 3ºs lugares das duas categorias, que receberam R$ 2 mil e R$ 1,5 mil, respectivamente. Ainda foram concedidas menções honrosas para o 4º, 5º e 6º colocados na categoria Foto Digital. Os autores dos trabalhos premiados, das menções honrosas e das demais obras selecionadas ainda receberam diplomas. 

Memória da cidade

“É com grande satisfação que estou aqui, lembrando a figura extraordinária de Sioma”, disse o o ex-vereador João Dib, ao iniciar sua saudação. “Sioma marcou sua passagem por esta cidade, que não foi a que ele nasceu.” Dib contou que via o ilustre fotógrafo, falecido em 1980, chegando a seu estúdio, na Rua dos Andradas. “Estava sempre tranquilo e sorridente e vi que ele era uma pessoa a ser admirada. E esta admiração permanece. A Câmara continuará a homenagear Sioma e a nossa cidade”, finalizou.

O presidente da Câmara saudou a todos, especialmente a Dib e à família de Sioma, dizendo que a história do fotógrafo nascido na Ucrânia remete à história de muitos imigrantes que se instalaram em Porto Alegre e no Estado. “Assim como meu avô, a família de Sioma veio para cá fugindo de regimes totalitários. Não podemos esquecer, e a fotografia é um elemento fundamental nisso, pois eterniza a história”, afirmou Valter Nagelstein. O vereador lembrou que muitos trabalhos de Sioma guardam aspectos e imagens de uma Capital que não existe mais. “As fotos que vocês fazem nos ajudam a eternizar a cidade”, declarou, dirigindo-se aos selecionados. “Cada um que saiu para um lado para fazer suas fotos honrou a memória de Sioma.”

Exposição, catálogo e seleção

Logo após a solenidade, foi aberta a exposição e lançado o catálogo dos trabalhos vencedores, menções honrosas e demais selecionados nas duas categorias - todos elaborados em preto e branco. A mostra, que reúne um total de 49 fotografias, poderá ser visitada até o dia 26 de abril, das 8 às 18 horas, de segundas a sextas-feiras, no espaço T Cultural Tereza Franco, no 2º piso da Câmara (Avenida Loureiro da Silva, 255). Entrada gratuita. Informações: (51) 3220-4318.

A seleção das 122 fotos inscritas por 47 fotógrafos ficou a cargo de uma comissão julgadora formada por Elson Sempé Pedroso, repórter-fotográfico da Assessoria de Comunicação Social da Câmara; Sinara Sandri, fotógrafa, jornalista e doutoranda no Programa de Comunicação e Informação da Ufrgs; e Robinson Estrásulas, repórter fotográfico do jornal Zero Hora. Para a escolha dos trabalhos, os jurados consideraram os critérios de qualidade técnica, criatividade, originalidade e fidelidade ao tema da edição 2017 - Porto Alegre, Cidade Sustentável. 

Além de Nagelstein, Dib, Elizabete e Miriam Breitman, também compôs a mesa da solenidade a coordenadora do Memorial da Câmara Municipal de Porto Alegre, Cláudia Inácio. 

Os premiados

Categoria Foto Convencional
1º lugar – Jorge Leão – Mirada e Descanso
2º lugar – Laís Ferreira da Silva - Redenção
3º lugar – Cíntia Roxane de Moraes - Pontilhão

Categoria Foto Digital
1º lugar – André Guimarães Antunes – Z5 Colônia de Pescadores / Ilha da Pintada e Ilha do Pavão
2º lugar – Adriana Marchiori - Ecopoética 
3º lugar – Felipe José Melo Farias – Pescando Lixo I

Menções Honrosas (Digital)
4º lugar – Celso Copstein Waldemar – Amigos do Morro do Osso
5º lugar – José Benedito de Oliveira – A Ciclovia
6º lugar – Marco A. Nedeff – Enchente na Ilha das Flores

A lista das demais fotos selecionadas que fazem parte da exposição pode ser conhecida AQUI. Informações: (51) 3220-4318.

Homenagem

O concurso de fotografia da Câmara, realizado nos anos ímpares, foi criado em 1996 por sugestão do ex-vereador e ex-prefeito João Antonio Dib, para homenagear o fotógrafo Sioma Breitman (1903-1980) e a cidade de Porto Alegre por meio da fotografia em preto e branco. Nascido na Ucrânia, o artista viveu muito tempo na capital gaúcha, onde mantinha o atelier Foto Sioma, na Rua dos Andradas, participou e foi premiado em diversos salões de fotografia no Brasil e no Exterior.

Texto e edição: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)