Proposta homenagem ao ex-vereador Omar Ferri

Iniciativa de Valter Nagelstein (PMDB) confere título de Cidadão de Porto Alegre ao ex-parlamentar

  • Ex-vereador Omar Ferri. (Foto: Maria Helena Sponchiado)
    Advogado Omar Ferri(Foto: )
  • Movimentação de plenário. Na foto: Vereador Valter Nagelstein na tribuna do plenário.
    Valter Nagelstein é o proponente da homenagem(Foto: Matheus Piccini/CMPA)

Está em tramitação no Legislativo municipal o Projeto de Lei nº 107/17, de autoria do vereador Valter Nagelstein (PMDB), que concede o título de Cidadão de Porto Alegre ao ex-vereador Omar Ferri. Natural de Encantado (RS), Ferri foi também secretário municipal e vereador em sua cidade natal, procurador autárquico federal, deputado estadual suplente e assessor especial do governo do Rio Grande do Sul.

Formado em direito pela Pucrs, o homenageado foi convidado, em 1962, durante o governo de João Goulart, a ser procurador da Fundação Brasil Central, sendo retirado da função em abril de 1964 pelo Comando Militar de Brasília. Retornando a Porto Alegre, abriu um escritório de advocacia, e ficou conhecido como especialista em processos penais. Posteriormente, foi conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Ferri também participou, por vários anos, da Comissão de Direitos Humanos da OAB, seccional Rio Grande do Sul. “Em virtude de sua dedicação à luta em favor dos direitos humanos, recebeu da seccional gaúcha portarias de louvor pelo trabalho desempenhado”, relata Nagelstein, na justificativa do projeto. No texto, o autor lembra ainda que Omar Ferri foi professor de latim, geografia e prática jurídica. “Por muitos anos, ele proferiu conferências e palestras sobre direito do trabalho, direito penal, diretos humanos e situação político-militar do Cone Sul da América Latina”, destaca.

Indicado também pela seccional gaúcha da OAB para integrar a Comissão da Verdade criada pelo Conselho Federal da instituição para assessorar a Comissão da Verdade da Presidência da República, em 2012 Ferri foi homenageado pelo Conselho Federal da OAB e pela Comissão Parlamentar Memória, Verdade e Justiça, junto à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados, pelos serviços prestados na defesa de presos políticos durante a ditadura militar. Ele também recebeu homenagem da OAB de São Paulo e a Comenda de Direitos Humanos Dom Hélder Câmara, no Senado Federal, em 2016. 

Texto: Paulo Egidio (estagiário de Jornalismo)
Edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)