- Atualizada em 07/11/2017 14:26

Proposta prevê atendimento 24 horas a mulher vítima de violência

Luiza Neves Foto: Ederson Nunes
Luiza Neves Foto: Ederson Nunes(Foto: )
Projeto apresentado pela vereadora Luiza Neves (PDT) determina que o atendimento prestado pelo Centro de Referência e Atendimento à Mulher Vítima de Violência (CRAM) seja disponibilizado 24 horas em todos os dias da semana. Em sua justificativa, lembra que o CRAM, localizado na Rua Siqueira Campos, 1184, 16º andar, Centro Histórico, assume um importante e estratégico espaço da política municipal de enfrentamento à violência contra as mulheres.

Segundo Luiza Neves, “o constrangimento vivido pela mulher vítima das mais diversas formas de violência doméstica é imenso e avassalador, causando sequelas não apenas físicas mas, sobretudo, psicológicas”.   

Diz ainda que é notório que, no caso específico da violência doméstica, há um misto de sentimentos, que muitas vezes a vítima não procura ajuda e não registra queixa contra seu cônjuge ou parceiro. Lembra que os casos mais comuns registrados referem-se a violência sexual, assédio sexual, tráfico de mulheres e assédio moral.

É por isso que o Centro de Referência deve estar de portas abertas dia e noite para propiciar o primeiro atendimento, bem como o acompanhamento dessas mulheres em situação de risco que, por diversas vezes, não desejam formalizar denúncia contra seu agressor em uma delegacia, justificou Luiza, concluindo que grande parte das agressões ocorre à noite e nos finais de semana.

Texto: Flávio Damiani (reg prof. 6180)
Edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)