Homenagem

Troféu Câmara Municipal é entregue ao embaixador de Israel

Sessão Solene realizada na tarde desta terça-feira destacou aproximação entre Brasil e Israel

  • Outorga do Troféu Câmara Municipal de Porto Alegre ao Embaixador de Israel no Brasil, Senhor Yossi Shelley.
    Lavi (d), Watemberg, vereador Valter, embaixador Shelley, vereadora Mônica, Sandra Goldman e rabino Liberow (e) na homenagem da Câmara Municipal(Foto: Tonico Alvares/CMPA)
  • Outorga do Troféu Câmara Municipal de Porto Alegre ao Embaixador de Israel no Brasil, Senhor Yossi Shelley.
    Vereador Valter, na tribuna do Plenário Otávio Rocha, saudou o homenageado(Foto: Tonico Alvares/CMPA)

Em sessão solene presidida pela vereadora Mônica Leal (PP), o Legislativo de Porto Alegre, por iniciativa do vereador Valter Nagelstein (MDB) entregou, na tarde desta terça-feira (10/9), o Troféu Câmara Municipal ao embaixador de Israel Yosse Shelley. A solenidade teve por local o Plenário Otávio Rocha, do Palácio Aloísio Filho, e foi acompanhada por autoridades e representantes da comunidade judaica da capital gaúcha, do Rio Grande do Sul e de São Paulo.

Presença

Ao se manifestar em nome da Mesa Diretora, Nagelstein destacou a importância do papel integrador que o embaixador tem tido ao longo dos poucos mais de dois anos em que está no cargo, com a construção de importantes parcerias para o incremento comercial e tecnológico entre Brasil e Israel, assim como nas ações humanitárias representadas pela ajuda na tragédia de Brumadinho e, agora, no combate às queimadas na Amazônia.

O vereador ainda destacou a trajetória e o sofrimento do povo judeu com as perseguições históricas e a luta, que contou com a participação do gaúcho Osvaldo Aranha, representante brasileiro na Organização das Nações Unidas (ONU), e articulador da partilha que deu origem ao atual Estado de Israel em 1948.

Nagelstein lembrou, igualmente, a presença judaica na vida dos gaúchos e porto-alegrenses nas mais diversas áreas, como na medicina, direito, literatura, engenharia, artes e outras. “Para nós é uma honra poder entregar a maior distinção de uma Casa Legislativa com 246 anos, pouco diante dos 5.780 anos que a comunidade judaica irá completar daqui a alguns dias”, disse ao expressar a importância da tradição e da cultura judaica para o mundo.

Aproximação

Ao usar a tribuna para agradecer a homenagem o embaixador Yosse Shelley lembrou que a trajetória da comunidade judaica e da atual potência que se tornou o Estado de Israel não foi fácil. Lembrou das perseguições e as diásporas da Inquisição e do Holocausto.

Sobre o seu trabalho, Shelley disse que em dois anos e meio no cargo procurou conhecer todos os estados em que a comunidade judaica está organizada; que tem priorizado o trabalho externo, fora dos limites físicos da embaixada e destacou a maior aproximação de Israel com o Brasil, apesar de reconhecer que a relação entre os dois países é antiga.

O embaixador israelense falou também sobre o apoio às vítimas de Brumadinho e, mais recentemente, a ajuda no combate ao fogo que destrói parte da Floresta Amazônica. Disse ser importante que o Brasil siga apostando na troca de conhecimento e tecnologia, não apenas com Israel, mas com outros países que encontraram na inovação uma ferramenta para a geração de empregos e o fortalecimento do Produto Interno Bruto (PIB).

Finalizou agradecendo ao proponente e ao Legislativo de Porto Alegre pela homenagem recebida e disse que Israel do presente está sempre com o olhar voltado para o futuro. “É preciso investir nos jovens e na Educação”, salientou.

Missão

Ao encerrar a sessão a presidente da Câmara Municipal, Mônica Leal, afirmou que a Casa se sentia honrada em receber, mais uma vez, a comunidade judaica de Porto Alegre. Lembrou que faz parte dessa comunidade há 45 anos e destacou que a missão do embaixador soma para a perpetuação das boas relações que o Brasil tem com o Estado de Israel.

Além da presidente dos trabalhos e do homenageado, a Mesa foi composta pelo cônsul de Israel em São Paulo, Alon Lavi; pela promotora de Justiça Sandra Goldman, representando o Ministério Público do Rio Grande do Sul; pelo presidente da Federação Israelita do Rio Grande do Sul, Sebastian Watemberg; e pelo rabino Mendel Liberow. Também participou da sessão o vereador Reginaldo Pujol (DEM).

Texto

Milton Gerson (reg. prof. 6539)

Edição

Helio Panzenhagen (reg. prof. 7154)

Tópicos:Embaixador ShelleyIsrael