Rádio Câmara

Quem Somos
PLENÁRIO VIRTUAL

Autorizadas mil contratações para garantir o início do ano letivo

  • Sessão extraordinária remota.
    Sessão extraordinária foi realizada de forma remota(Foto: Ederson Nunes/CMPA)
  • Presidente Márcio Bins Ely durante transmissão de sessão extraordinária remota.
    Trabalhos foram presididos pelo vereador Márcio Bins Ely (PDT)(Foto: Ederson Nunes/CMPA)

Os vereadores aprovaram, por unanimidade e já na noite desta quinta-feira (21/1), durante sessão extraordinária remota, projeto que autoriza a Secretaria da Educação a contratar, de forma emergencial e por tempo determinado, 533 auxiliares de serviços gerais, 352 auxiliares de cozinha e 147 cozinheiros. Os profissionais vão trabalhar na limpeza e higienização dos espaços escolares e na oferta de alimentos aos estudantes da rede municipal de ensino. O processo seletivo vai dar prioridade aos que já exerciam estas funções até o dia 15 de dezembro passado. As contratações são válidas pelo prazo de 180 dias e podem ser prorrogadas, uma única vez, por mais 180 dias. As aulas nas escolas de Porto Alegre devem iniciar dia 22 de fevereiro. O impacto financeiro destas contratações vai ser de R$ 37,4 milhões em 2021 e R$ 42,6 milhões em 2022, dentro, portanto, do limite de gastos com pessoal previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Junto com o projeto e com a concordância da liderança do governo, foram aprovadas quatro emendas da oposição: da bancada do PSOL, que permite que quem tem ensino fundamental incompleto possa participar da seleção; do PT, que cria cota de 50% das vagas para pessoas negras; e do PC do B, que autoriza a realização de concurso para o preenchimento de forma permanente, e não apenas emergencial, das vagas para cozinheiros e auxiliares do cozinha, e que permite que quem não conseguir comprovar a escolaridade mínima possa concorrer apenas apresentando um comprovante de matrícula na Educação de Jovens e Adultos (EJA). 

Na mesma sessão, a Câmara aprovou, também, projeto que concede o perdão das dívidas das empresas de ônibus para com o Imposto Sobre Serviços (ISS) no período de primeiro a cinco de janeiro deste ano. A isenção total do pagamento do tributo foi estendida, dia 16 de dezembro do ano passado, até 31 de dezembro de 2022. O perdão concedido, agora, é apenas para extinguir qualquer dívida que possa ter sido contraída e anistiar eventual multa por não pagamento entre o fim do prazo de isenção anterior que era 31 de dezembro de 2020 e a sanção e publicação da lei que a estendeu, que só aconteceu dia 6 de janeiro deste ano.  

Texto

Joel Ferreira (Reg. Prof. 6098)

  • Íntegra da Sessão

  • Contratações emergenciais para o reinício das aulas

  • Perdão de dívidas de ISS das empresas de ônibus

Últimas Notícias

Primeira sessão manteve sistema remoto
PLENÁRIO VIRTUAL

Câmara aprova reforma administrativa

Os vereadores aprovaram, já na noite desta quinta-feira (07/1), durante a quarta sessão extraordinária do dia e do ano, toda realizada através da plataforma de videoconferência Zoom, projeto que inicia a reforma administrativa da capital gaúcha....

Sessão extraordinária remota.
PLENÁRIO VIRTUAL

Câmara extingue e cria cargos para se adaptar ao aumento de bancadas

Os vereadores aprovaram, na tarde desta quinta-feira (07/1) durante sessão extraordinária remota, via Zoom, projeto de resolução da Mesa Diretora que extingue e cria cargos para adequar a estrutura da Câmara ao aumento, para 18, no número de...

Presidente Márcio Bins Ely (PDT)
ESPECIAL

Márcio Bins Ely vai presidir a Câmara em 2021

O vereador Márcio Bins Ely (PDT) foi eleito, na tarde desta sexta-feira (1/1), novo presidente da Câmara Municipal até 31 de dezembro de 2021. Sua eleição aconteceu logo após a entrega dos diplomas e das declarações de bens e do juramento feito...

Câmara Entrevista