- Atualizada em 25/06/2016 13:04

Advogado Luiz Eduardo Pellizzer é Cidadão de Porto Alegre

  • Outorga do título de Cidadão Emérito de Porto Alegre a Luiz Eduardo Amaro Pellizzer.  Na foto, o homenageado.
    Luiz Eduardo Amaro Pellizzer(Foto: Ederson Nunes/CMPA)
  • Outorga do título de Cidadão Emérito de Porto Alegre a Luiz Eduardo Amaro Pellizzer. Vereador Reginaldo Pujol entrega diploma ao homenageado e esposa.
    Pujol (e) propôs a homenagem(Foto: Ederson Nunes/CMPA)
A Câmara Municipal de Porto Alegre concedeu na noite desta sexta-feira (24/6) o título de cidadão emérito de Porto Alegre ao advogado e vice-presidente da OAB-RS, Luiz Eduardo Amaro Pellizzer. A Sessão Solene, proposta pelo vereador Reginaldo Pujol (DEM), foi presidida pelo vereador João Carlos Nedel (PP).

Em seu discurso, Reginaldo Pujol enfatizou que a solenidade foi transformada em um ato marcante. “A participação de todos aqui presentes me diz que fui feliz na homenagem da proposta e que Pellizzer foi convincente em suas ações”, disse, ao destacar que o título representa também um aplauso da sociedade porto-alegrense à Ordem dos Advogados do Brasil/RS, que, de acordo com o parlamentar, é respeitada e reconhecida em todo o brasil.

“Bravo, valente, forte, lutador, fraterno e generoso. Assim é Pellizzer, um homem que caminhou por esse Brasil construindo sua bela história. Mais que um grande profissional, amigo e chefe de família, ele é uma pessoa de enorme coração e sensibilidade”, afirmou Pujol, concluindo que o homenageado sempre trabalhou em favor de uma melhor convivência humana.

O vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, enfatizou que enxerga em Pellizzer as melhores tradições do Rio Grande do Sul. “Ele é simples nos modos, tem retidão de caráter e é exagerado nas paixões. Os gaúchos têm muito a agradecer a Pellizzer, especialmente no que diz respeito à sua contribuição nos festejos tradicionalistas”, afirmou, ao declarar que se orgulha muito da OAB/RS. “A Ordem nunca faltou ao Brasil nos momentos mais difíceis. A OAB é a defesa da democracia”, disse.
 
Pellizzer revelou que a homenagem é um momento emocionante de sua vida. “Me sinto honrado em ser ouvido nesse momento tão importante, o reconhecimento de uma jornada de conquistas e solidariedade”, disse, ao afirmar que o ser humano é produto do seu meio. “Aprendi desde cedo a respeitar a família, a construir o coletivo sobre o individual”.

O advogado ressaltou que a OAB/RS foi o local onde mais se realizou como pessoa humana. “Nessa instituição encontrei um universo para operar a minha luta por uma sociedade mais justa, uma distrital que garantiu conquistas para todo o Brasil”, finalizou, destacando que a ordem assume seu papel de defensora da moralidade e é incansável em manter vigorosamente o respeito ao cidadão”.

Trajetória

Gaúcho de Porto Alegre, Pellizzer nasceu 1951, estudou Direito no Centro Universidade de Brasília. Em 1971, ingressou no Banco do Brasil e em 1978 passou a exercer a função de advogado, tendo se dedicado à carreira jurídica nessa instituição financeira por 20 anos, até a sua aposentadoria. No município de Jaguarão, foi secretário da saúde e presidente da subseção do Rio Grande do Sul da OAB-RS. Foi coordenador das subseções da OAB-RS e idealizou e coordenou o piquete da OAB-RS Galpão Crioulo Leopoldo Rassier, do qual é atual patrão. Foi presidente do Conselho Penitenciário do Rio Grande do Sul e diretor da Sede Esportiva do Clube do Comércio de Porto Alegre e recebeu a Medalha de Cavaleiro Emérito do Departamento de Minas, do Uruguai.

É coordenador do Departamento Cultural do Piquete OAB-RS; comandante adjunto da Cavalgada do Mar; membro da Comissão Municipal dos Festejos Farroupilhas de Porto Alegre, assim como organizador e participante dos Desfiles Farroupilhas realizados na cidade de Porto Alegre; presidente do Comitê Gaúcho de Controle Social e vice-presidente da Comissão de Serviços Públicos da OAB-RS, sempre defendendo os interesses públicos e da sociedade; membro da Junta Administrativa de Recursos de Infrações do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul; vice-presidente da OAB-RS, gestão 2013-2015, e presidente do Órgão Especial da OAB-RS, período 2013-2015; conselheiro do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem; presidente do Conselho Deliberativo do Programa de Proteção e Assistência a Testemunhas Ameaçadas de Morte; presidente do Rotary Porto Alegre, Rio Grande do Sul, gestão 2015-2016, o quarto Rotary mais antigo do País; membro efetivo do Instituto dos Advogados do Rio Grande do Sul; e integra o Comitê Estadual de Infraestrutura do Estado do Rio Grande do Sul.

Prestigiaram a sessão a Corregedora-Geral de Justiça, Iris Helena Medeiros Nogueira; o vice-presidente do Tribunal de Justiça Militar, juiz-coronel Fábio Duarte Fernandes, a procuradora-geral da Capital, Cristiane Nery, e o presidente da OAB/RS, Ricardo Breier. 

Texto: Lisie Venegas (reg. prof. 13.688)
Edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)