- Atualizada em 07/11/2017 16:40

Projeto propõe aquatáxis como transporte alternativo

Para o autor, posição geográfica da cidade favorece o deslocamento por barcos Foto: Elson Sempé Pedroso
Para o autor, posição geográfica da cidade favorece o deslocamento por barcos Foto: Elson Sempé Pedroso(Foto: )
Tramita na Câmara Municipal de Porto Alegre o Projeto de Lei de autoria do vereador suplente Dr. Raul Fraga (PMDB) que visa instituir o Serviço de Transporte Individual de Passageiros por Táxi Aquático (Aquatáxi). Segundo o autor da proposta, essa alternativa de transporte beneficiará o transporte público municipal, uma vez que permitirá fluidez maior no trânsito, tendo em vista que a cidade, assim como muitas capitais do Brasil, enfrenta grave problema de mobilidade urbana, principalmente em função da grande quantidade de veículos terrestres.
 
O vereador lembra que Porto Alegre possui uma posição geográfica privilegiada estando às margens do lago Guaíba. “Entre os tantos benefícios que o transporte hidroviário individual de passageiros traz para mobilidade urbana, destaca-se o baixo custo de implantação e de manutenção, uma vez que utiliza recursos naturais existentes, não havendo necessidade de vultosos investimentos em infraestrutura para sua operacionalização”, afirma. 

De acordo com o o projeto, as embarcações utilizadas no transporte hidroviário individual de passageiros seriam as de pequeno e médio portes, que transitariam em rotas pré-estabelecidas ou em trajetos a serem escolhidos pelo cliente dentro dos limites estabelecidos em lei. “Da mesma forma, o transporte hidroviário individual de passageiros proporcionará mais uma alternativa turística para a cidade, uma vez que poderá ser utilizado por pessoas que a visitarem e desejarem conhecer as belezas naturais existentes em nossa orla”, conclui Dr. Raul.

Texto: Lisie Venegas (reg. prof. 13.688)
Edição: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)