- Atualizada em 10/04/2017 19:06

Goulart lança Semana de Conscientização Sobre a Doença de Parkinson

Segundo o parlamentar, que tem parkinson, a superação é uma das ferramentas para evitar a progressão rápida desta doença.

  • Grande Expediente do vereador Dr. Goulart sobre a semana de conscientização do Mal de Parkinson
    Dr. Goulart lança a Semana Municipal de Conscientização Sobre a Doença de Parkinson.(Foto: Leonardo Contursi/CMPA)
  • Grande Expediente do vereador Dr. Goulart sobre a semana de conscientização do Mal de Parkinson
    Ao destacar a Associação do Parkinson, Dr. Goulart fala da importância da superação contra "as dores da doença".(Foto: Leonardo Contursi/CMPA)

O vereador Dr. Goulart (PTB) ocupou a tribuna  do plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre, para falar da Semana Municipal de Conscientização Sobre a Doença de Parkinson, que inicia hoje (10/04), estabelecida pela Lei 12.300 de 2016, a partir do projeto de lei de sua autoria.

Na oportunidade, o parlamentar falou do seu trabalho em prol da conscientização social sobre a doença e lançou a campanha: “Parkinson - A superação pode mudar tudo”, ao explicar que, essa, é uma doença progressiva do sistema neurológico e afeta principalmente o cérebro,  "quando as células nervosas do cérebro que produzem dopamina são destruídas lenta e progressivamente, atingindo principalmente os idosos".

Goulart observou que a causa do Parkinson pode estar envolvida com a genética, meio ambiente e estilos de vida do indivíduo, destacando que não há uma definição sobre a matéria. Ele citou, ainda, alguns sintomas da doença, como  a lentidão dos movimentos, rigidez muscular, inclinação do corpo para frente, passos mais curtos redução do movimento dos braços ao andar, falta de expressão no rosto (aparência de máscara), dores musculares (mialgia), "para que as pessoas possam observá-los em casos suspeitos, já que o diagnóstico é difícil e ocorre a partir do histórico médico do paciente e na revisão de seus sinais, além de um exame neurológico e físico".

Dr. Goulart salientou que não há cura conhecida para o Parkinson, lembrando que o tratamento  serve para controlar os sintomas, sendo imprescindível a mudança de hábitos, especialmente a inclusão de exercício aeróbio na rotina do paciente. O vereador ressaltou que foi acometido pela doença de Parkinson, "o que me impede de operar, como médico; mas não me impede de atuar em prol da saúde de todos", referindo a SUPERAÇÃO à dor e às mudanças impostas por essa doença, como ferramenta fundamental contra a progressão desta doença.

 Dr. Goulart disse que "infelizmente não existe como prevenir o aparecimento do Parkinson em pessoas predispostas". Avisou, ainda, que hábitos saudáveis, alimentação e exercícios físicos e o consumo do café, são recomentados,  ao informar que "pessoas com melhor condições físicas são menos propensas a apresentar a doença e também apresentam melhor evolução, quando houver". 

O vereador assinalou que dia 11 de abril é o Dia Nacional do Parkinson e convidou os vereadores a participarem da campanha de conscientização sobre essa doença, "principalmente para promover a superação do preconceito", ao testemunhar que "a superação pode mudar tudo".