PLENÁRIO VIRTUAL

Acatado veto a projeto que liberava construções na Ponta do Arado

Audiência Pública sobre AEIS Ponta do Arado.
Audiência pública debateu em novembro projeto que altera limites da área

Os vereadores acataram, em votação nesta quarta-feira (7/4), o veto do governo municipal ao projeto que trata da ocupação de uma área conhecida como Fazenda do Arado, na zonal sul da Capital. De autoria do então vereador Professor Wambert (PTB), a proposta havia sido em dezembro passado, por 24 votos a 11. E alterava os limites do plano diretor para que a área passasse a ser considerada urbana e, assim, pudesse receber construções. O prefeito Sebastião Melo alegou vício de origem, alertando que matérias de conteúdo técnico devem ser precedidas de estudos e informações disponíveis no Executivo, seguindo legislação urbanística.  O veto foi aprovado por unanimidade. Confira o pronunciamento dos vereadores.

Texto

Andreia Bueno (Reg. Prof,. 8148)

  • Ver. Jonas Reis (PT)

  • Ver. Ramiro Rosário (PSDB)

  • Ver. Alexandre Bobadra (PSL)

  • Ver. Idenir Cecchim (MDB)

  • Ver. Mauro Pinheiro (PL)

  • Ver. Roberto Robaina (PSOL)

  • Ver. Pedro Ruas (PSOL) - Encaminha

  • Ver. Ramiro Rosário (PSDB)

  • Ver. Airto Ferronato (PSB)

  • Ver. Moisés Barboza (PSDB)

  • Ver. Roberto Robaina (PSOL)

  • Ver. Cassiá Carpes (PP)

  • Ver. Comandante Nádia (DEM)

  • Ver. Jonas Reis (PT)

  • Ver. Idenir Cecchim (MDB) - Lider governo

  • Ver. Leonel Radde (PT)

  • Ver. Pedro Ruas (PSOL)