Capacitação

Escola do Legislativo teve produção ampliada em 2019

  • Escola do Legislativo promove curso de integração entre servidores da Câmara.
    Integração entre servidores foi um dos assuntos debatidos pela ELJB em 2019(Foto: Leonardo Contursi/CMPA)
  • Palestra Fraternidade e Politicas Publicas, proferida pelo Arcebispo Metropolitano Dom Jaime Spengler
    Arcebispo metropolitano dom Jaime Spengler também foi palestrante da Escola do Legislativo no ano passado(Foto: Elson Sempé Pedroso/CMPA)

A Escola do Legislativo Julieta Battistioli (ELJB), vinculada à Câmara Municipal de Porto Alegre, realizou 64 eventos em 2019, mais do que o dobro do total de eventos realizados no ano anterior. O coordenador de Cursos da Escola do Legislativo, Jorge Barcellos, destaca que, no ano passado, a ELJB realizou 64 eventos em oito categorias, beneficiando cerca de 36.738 pessoas entre público direto e indireto, num total de 836 horas de programação. Atualmente, a Escola é presidida pelo vereador Professor Wambert (PL).

A Escola do Legislativo Julieta Battistioli foi criada em 13 de setembro de 2007 pela Câmara Municipal de Porto Alegre com o objetivo de formar e capacitar agentes políticos, servidores e o público em geral através de cursos, palestras e atividades culturais. Em seus 12 anos de existência, a Escola não se restringiu à formação e à educação continuada dos servidores, mas também produziu e divulgou conhecimento sobre o Legislativo, disponibilizando-o a todos os cidadãos.

Em 2018, a ELJB criou novos projetos, como Universidade Aberta, Olimpíada de Ciência Política e Formação de Grêmios Estudantis para atrair o público escolar. E, em 2019, criou o Núcleo de Estudos e Pesquisas, organizado em duas linhas de estudos: Educação para a Democracia e Legislação Antirracismo. A linha de estudos Educação para a Democracia investiga temas, metodologias, conteúdos e estratégias pedagógicas para o desenvolvimento de ações no campo da educação política, com o objetivo de valorizar as Câmaras Municipais na promoção da democracia, sob a responsabilidade do servidor Jorge Barcellos, doutor em Educação. A segunda, analisa o pensamento político e legislativo na questão racial, investigando a produção legal e normativa dos órgãos legislativos no que se refere à causa racial, sob responsabilidade do servidor doutor Lúcio Almeida.

A ELJB dispõe de sala de aula própria com 50 lugares e possui o espaço administrativo da Escola, com biblioteca própria. Na produção da escola, a categoria Cursos foi líder, com 19 atividades (29,6% do total), seguido da categoria Palestras, com 15 atividades (23,4%). A terceira categoria, Programas, Projetos e Grupos de Estudo, que envolve o desenvolvimento de ações abarcadas pelas linhas de pesquisa do Núcleo de Pesquisas da Escola, realizou oito atividades (12,5%) Já a categoria Publicações, com três iniciativas (4,7%), também está incluída no Núcleo de Estudos.

Dentro da produção, a categoria Eventos passou a incluir a curadoria de exposições, com a realização da mostra sobre a História do Mercado, A filosofia antroposófica e sobre atividades na Fase/RS. Essas exposições representaram um acréscimo expressivo de público indireto para ELJB, passando de 36 mil pessoas nas três exposições. Jorge Barcellos destacou que 25 ações foram dedicadas para o público interno (39%) e 39 ações para o público externo (60,9%).

Texto

Henrique Engel (estagiário de jornalismo)

Edição

Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)

Tópicos:capacitaçãoEscola do LegislativoJulieta Battistioli